Estilo

Dicas de moda, beleza, cultura, comportamento e assuntos relevantes

Esilo mineiro de decorar...

publicado Sexta, 10 de Agosto de 2018, 10:58 h

A 24a edição da CASACOR Minas, aberta no último dia 07 de agosto segue até 16 de setembro apresentando 49 ambientes, assinados por 86 profissionais das áreas de arquitetura, design de interiores e paisagismo do estado. Além da ocupação do casarão histórico, a mostra conta com um ambiente instalado no Pátio Savassi.

Estar e Varanda  - Casa Tereze  (Foto: Jomar Bragança)

Depois de promover uma das edições mais comentadas da história no estado, a CASACOR Minas volta ao casarão que a abrigou no ano passado, durante uma das edições mais badaladas de todos os tempos. Mas em 2018 apenas o endereço se repete, uma vez que até mesmo a belíssima edificação está repleta de novidades. "Apesar de ocuparmos o mesmo prédio do ano passado, esta mostra está completamente diferente da última. A distribuição dos ambientes segue outra formatação, evidenciando o tanto que um projeto de arquitetura e design de interiores é capaz de dar uma cara completamente nova a um ambiente", destaca o Diretor de Conteúdo e Relacionamento Eduardo Faleiro.

Living - Pedro Félix  (Foto: Jomar Bragança)

CASA VIVA, tema escolhido para esta edição, tem como proposta fazer com que o visitante esteja mais próximo da natureza. O objetivo é mostrar como o lar pode ser traduzido em refúgio, lugar especial para celebrar a vida com amigos, familiares e animais de estimação. Essa temática é, em síntese, um prolongamento da abordagem proposta para 2017, denominada Foco no essencial. Outro aspecto fundamental da Casa Viva é a sua estreita relação com a natureza, o que certamente terá forte presença em todos os 49 ambientes desta edição, assinados por 86 profissionais das áreas de arquitetura, design de interiores e paisagismo. De pequenos arranjos de plantas aos grandes jardins, morar próximo ao verde deixou de ser luxo e passou a ser uma necessidade. Logo, é natural que essa relação se estenda às mostras do setor. Além de explorar essa proximidade com as plantas e animais, nesta edição vários ambientes foram pensados de forma a priorizar o bem-estar dos moradores. "O tema desse ano destaca exatamente o que os clientes têm procurado no meu escritório: espaços multifuncionais que possam ser utilizados ao máximo possível, permanecendo-se sempre vivos", destaca o arquiteto Felipe Soares, um dos arquitetos com ambiente nesta edição da CASACOR Minas.

Loft   - Ana Bahia  (Foto:  Jomar Bragança)

"Um dos espaços que mais me chamou a atenção nesta edição da CASACOR Minas Gerais foi certamente o espaço CASA Viva, assinado por Marcelo Play e Juliana Figueiró. Ele é uma síntese da temática que estamos propondo para esta edição. Além disso, a CASACOR Minas está muito viva, incluindo uma presença muito grande de profissionais jovens, que trazem muito conteúdo de arte e desig. E casa viva é muito mais do que simplesmente trazer um pouco da natureza para dentro. Ela é aquela que traduz o estilo de vida do seu morador. E isso eu consegui identificar nos projetos apresentados nesta 24a CASACOR Minas", destaca Lívia Pedreira, superintendente geral da CASACOR.

Armazém - ø arquitetos  (Foto: Daniel Mansur)

Mas além do tema proposto para 2018, a 24a CASACOR Minas continua investindo na preservação do patrimônio histórico, não apenas pela reabertura do prédio e da ocupação do mesmo, mas também em função da continuidade no processo de recuperação e restauro de uma construção icônica, integrante do conjunto Arquitetônico da Praça da Estação. O casarão, parte do acervo da extinta Rede Ferroviária Federal, a RFFSA, permaneceu fechado por mais de 10 anos e só foi reaberto para a edição passada da mostra, graças à parceria entre CASACOR Minas e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN/MG. A diretora comercial da CASACOR Minas, Juliana Grillo, destaca que a mostra é uma grande plataforma de lançamentos para produtos, serviços e adiantando tendências, tratando-se de uma excelente oportunidade para não apenas para os profissionais, mas também para empresas e para o público, que pode ser acesso a diversas inovações do mercado. Ela também ressalta a importância do evento para a geração de empregos e de novos negócios. "Trata-se de um palco de oportunidades para as empresas envolvidas, pois ali elas apresentam os seus produtos, inclusive os que ainda serão lançados dentro de dois ou três anos, ou seja, a CASACOR é referência em inovação. Justamente em função disso, a contribuição da mostra para o mercado é indiscutível", destaca Juliana Grillo.