Estilo

Dicas de moda, beleza, cultura, comportamento e assuntos relevantes

Dia Internacional da Cerveja

publicado Sexta, 03 de Agosto de 2018, 09:33 h

Com tantas novidades em rótulos especiais e reinvenção das tradicionais, as cervejas estão revelando um mundo de sabores que só cresce, aumentando também o público apreciador. Não é à toa que a primeira sexta-feira de agosto é só dela, o Dia Internacional da Cerveja, celebrado neste ano no dia 3. O fato é que muita gente tem optado por economizar na conta do bar e consumir em casa, mas às vezes se perde em meio a tantos rótulos e acaba levando o que não combina com seu paladar ou com o cardápio planejado.

Só no GBarbosa são mais de 50 rótulos de mais de 20 países. A Perini também investe na tendência das cervejas artesanais é a única rede supermercadista em Salvador que vende as cervejas Amada, de produção baiana, além de reunir cerca de 100 outros rótulos.

Para o sócio-diretor desta cervejaria, Saulo Torres, o mercado das cervejas artesanais tem crescido, mas ainda está em fase inicial. “Salvador está atrás de cidades como Recife e São Paulo no consumo qualitativo destas bebidas, mas está avançando aos poucos, querendo experimentar, conhecer mais. A gente observa, inclusive, que as pessoas estão levando cada vez mais os produtos pra consumir em casa e economizar, ao invés de ir para um bar, optando por pontos de venda que oferecem não só as cervejas, mas também os tira-gostos, a pizza pronta, os ingredientes do jantar ou do churrasco, reduzindo gasto de tempo e dinheiro. E esse cenário tem favorecido o mercado das cervejas artesanais”, relata.

Para facilitar a imersão dos consumidores em meio a tantas possibilidades, o especialista Marcelo Vasconcelos apresenta dicas valiosas sobre as cervejas especiais que contam com ingredientes selecionados e são produzidas com foco na variedade de cores, aromas e sabores. “Para a produção são utilizadas técnicas e receitas tradicionais para agradar os mais exigentes paladares. Por isso, para começar, uma dica interessante é harmonizar a cerveja com o tipo de petisco, lanche ou prato que se irá degustar.

Por exemplo, para combinar com acarajé, uma cerveja Session Citra da Wäls, que é um excelente exemplo do estilo IPA, vai muito bem, segundo Vasconcelos. O termo “session, segundo ele, significa que se trata de uma cerveja mais leve, dentro daquele determinado estilo. “Por ser cítrica, esta citra harmoniza perfeitamente com