Estilo

Dicas de moda, beleza, cultura, comportamento e assuntos relevantes

A Timbalada do século XXI

publicado Segunda, 10 de Julho de 2017, 12:32 h

A Timbalada do século XXI é transbordante”. Essa é a frase utilizada pelo cacique Carlinhos Brown para definir o novo momento desse poderoso movimento percussivo. Três novas vozes e 21 novas músicas são uma parte da novidade. Nessa virada artística, a Timbalada também ganha uma formação eletrônica, a Eletrotimba, e retoma a sua bateria de rua. Ao mesmo tempo, nasce o Club du Timball, uma associação percussiva que une fãs à banda e fomenta grupos de estudo de percussão.

Buja Ferreira-Paula Sanffer-Rafa Chagas  (Foto: Fred Pontes)

No palco, quem agora coloca a voz para acompanhar os tambores são os talentosíssimos Buja Ferreira, Paula Sanffer e Rafa Chagas. É o retorno de três cantores na linha de frente, o que já aconteceu em outros momentos da banda.

Brown-e-Oscar Dominic (Foto: Fred Pontes)

Sob a regência de seu criador, a sonoridade da nova Timbalada afirma sua base percussiva inconfundível, agora acompanhada pela voz suave e poderosa de Paula Sanffer, pela personalidade irreverente do inquieto e talentoso cantor e compositor Rafa Chagas, e pelo talento, estilo e performance de peso do cantor e compositor Buja Ferreira.

Buja Ferreira-Paula Sanffer-Rafa Chagas (Foto: Fred Pontes)

“Eles têm uma aproximação tonal muito boa e compartilham uma sinergia também na alegria que juntos trazem para as músicas”, analisa o mestre Brown. “Além disso, andei por muito tempo sentindo uma falta enorme da presença de uma mulher na Timbalada, dessa suavidade típica do timbre feminino”, acrescenta.

O repertório da Timbalada do século XXI traz a marca do ineditismo, com músicas novas e, claro, espaço também para os deliciosos hits da banda. “Todos os sucessos um dia foram inéditos. Quem quer apenas ouvir os hits da Timbalada, é melhor tocar o CD, porque nós vamos experimentar o novo”, avisa Brown.